VERSÃO PARA IMPRESSÃO

 

SINDROMES DEPRESSIVAS


            Depressao é a doença psiquiátrica mais comum nos tempos atuais, sendo que a Organização Munidal de Saúde já previa, antes da virada do século, que ela seria a segunda maior responsável por mortes nas próximas décadas. Não é apenas o humor, ou o afeto da pessoa que é comprometido, mas todo o organismo da mesma, havendo uma maior chance de ocorrência de doenças do coração e do sistema imunológico (de defesa) em deprimidos. Diferentemente da tristeza, na depressão a sensação de desânimo e perda de prazer excedem duas semanas. Portanto, quando falamos que alguém está com depressão, este sujeito apresenta o estado de ânimo diminuído já há vários dias, não sendo um momento passageiro de tristeza. São comuns, na depressão, além do humor deprimido e da perda da capacidade de sentir prazer, outras características, como irritabilidade, angústia, perda ou aumento anormal do peso, do sono e do apetite. Além disso, é comum que as pessoas se queixem de cansaço em excesso, sentimentos de culpa, idéias de morte e de suicídio. É importante esclarecer que a depressão trata-se de uma doença e não de um simples estado de ânimo; portanto, não depende apenas da força de vontade da pessoa para haver a melhora. Como há fatores de vida envolvidos, bem como alterações na química cerebral, a ajuda profissional se faz necessária a fim de se abreviar o sofrimento. A psicoterapia, exercida por psicólogos e psiquiatras, constitui-se de um conjunto de técnicas através das quais a dupla formada pelo paciente e o profissional busca a resolução de conflitos de vida que levaram a pessoa a se sentir deprimida. É a chamada cura pela fala.

           Através de conversas com foco no que atormenta o paciente, forma-se um objetivo, com o qual luta-se pela melhora do humor. Outra forma de tratamento, que não exclui a exposta acima, e que muitas vezes é complementar, é a psicofarmacoterapia, ou seja, o uso de medicamentos que agem a nível de neurotransmissores cerebrais, buscando uma melhora da sensação de bem-estar. Em deprimidos, há uma baixa em certas substâncias do sistema nervoso, como a serotonina, a nor-adrenalina e a dopamina. Os medicamentos agem de forma a normalizar o nível desses importantes elementos. Com isto, a sensação de bom humor se torna mais próxima do normal. Atentanto-se para estes breves esclarecimentos, pacientes, familiares e médicos podem evitar, ou ao menos atenuar, uma das piores doenças que aflige o ser humano: a depressão, a doença da alma.   

 

Ricardo Dal Polo
CREMERS 21514

O conteúdo deste site é de domínio público, os textos aqui publicados podem ser reproduzidos desde que não haja alteração em seu conteúdo e que seja citada a fonte corretamente.